Inner City – Elisa Ferreira

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Nesta apresentação enquadrada no evento Inner City, realizado em 17-abril-2009, Elisa Ferreira, economista, docente da Faculdade de Economia do Porto e eurodeputada expõe o que acha que é a cidade, como os factores que actualmente geram riqueza se desmaterializaram, e como a cidade do Porto pode ultrapassar esses desafios através da sua marca.

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast através deste link .

Duração total – 19:03

Alguns destaques:

  • falar do que acha que é a cidade
  • não está contente com o estado em que a cidade está
  • cidade tem um papel mais importante do que tem actualmente
  • mundo das cidades mais do que países / regiões
  • tempo / espaço reduziu
  • é necessário encontrar os nós, os pontos que fazem a amarração de tudo isto que está a acontecer
  • factores que fazem riqueza desmaterializaram-se
  • indústrias criativas => cliché?
  • necessidade de ouvir o que os cidadãos querem dizer
  • não há grandes iluminados, muito menos na política
  • há grande capacidade de gerar energia e é importante apanhar esses contributos
  • é importante que sejam as forças vivas da cidade a redinamizar a cidade
  • cidade actual está fechada sobre si própria
  • tem que ser espaço que estrutura a diferença
  • há incapacidade em nos ouvirmos uns aos outros
  • necessidade de cidade dinâmica
  • cidades têm que funcionar em rede
  • tem que saber aquilo que tem para se relançar
  • porto tem marcas
  • porto tem imagem colectiva
  • actualmente estamos fora do tempo, estamos fechados
  • vinho do porto, futebol, escola arquitectura, saúde
  • vários vectores que se podem articular
  • problemas de esquizofrenia da cidade
  • cidade deixou-se desagregar
  • condomínios fechados => espaços exclusão social
  • a cidade tem que ser feita de diferenças
  • guetos elitistas e guetos de exclusão
  • solidariedade vs inclusão

Leave a comment.

Your email address will not be published. Required fields are marked *