Inner City – João Teixeira Lopes

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Nesta apresentação enquadrada no evento Inner City, realizado em 17-abril-2009, João Teixeira Lopes, sociólogo, docente da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, percorre as diferentes gerações de pensamento do urbanismo e como ele se refletiu na cidade do Porto frisando ser necessário fazer do Porto um lugar do mundo mas em que todos estão nesse mundo.

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast através deste link .

Duração total – 16:10

Algumas Notas:

  • pouco contacto entre faculdades
  • sociabilidades urbanas
  • – portas – fecham
  • – pontes – unem
  • 3 gerações urbanismo
  • 1º racionalimo – boulevards para evitar as barricadas das classes perigosas
  • toda a cidade seria o espaço público – brasilia
  • fez-se tabua rasua de muita memória / identidade
  • urbano cada vez mais um sistema de redes
  • não podemos viver numa sociedade arquipélago
  • é possivel haver mais do que as ilhas / shopping
  • 2º contextualismo – reinventar a tradição. ex: adro sé
  • tradição inventada
  • 3º marketing urbano
  • desaparece quem não tem relevância estratégica
  • não se fala dos que ficam fora da cidade
  • patriotismo de cidade – tentar chamar as pessoas para uma identidade que deve ser contruida pela diferença e não pelo fechamento
  • planeamento estratégico => gentrificação => sru
  • algum captial quer conquistar certas partes da cidade
  • a cidade empresa deve ter a locomotiva cultural à frente
  • necessidade de teatro municipal
  • la feria poderia estar na cidade. faz sentido mas não ali
  • serviços educativos => trabalho na comunidade
  • presidencialismo municipal – excessiva concentração de poderes numa pessoa
  • porto pode ter serviços qualificados geradores de inclusão
  • clsuter multimedia
  • plataformas digitais mas incluindo população
  • politecnico, universidade católica, media park
  • sobre a cinemateca no porto
  • cultura parece inutil
  • fazer do porto um lugar do mundo mas em que todos estão nesse mundo
  • dualização social é prioridade
  • não há rede sem amarração, não há rede sem nó

Leave a comment.

Your email address will not be published. Required fields are marked *