Olhares Cruzados sobre o Porto VII – João Ferrão

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

A intervenção de João Ferrão, geógrafo e antigo Secretário de Estado do Ordenamento do Território e Cidades na segunda sessão dos Olhares Cruzados sobreo o Porto VII, dedicado ao tema da reabilitação urbana, centrou-se na apresentação deste tema: de que falamos quando falamos de reabilitação urbana, porque chegamos a esta situaçao e o que fazer para sair dela.

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast.
Duração total: 22:02
Em primeiro lugar chamou destacou o problema que pode ser a palavra reabilitação urbana estar a tornar-se um chavão, uma palavra politicamente correcta que todos usam e que assim, por um lado perde algum significado e por outro dá uma ideia de facilitismo irrealista dada a naturalidade com que se usa essa palavra.

Alertou ainda para o facto de não se dever confundir reabilitação urbana com reabilitação do edificado. São de facto 2 coisas próximas mas a primeira é mais ampla que a segunda, embora provavelmente não se consiga fazer a primeira sem fazer também a segunda.

Apontou como um dos principais factores para termos chegado ao estado actual a forma como foi vivido e concretizado o nosso processo de modernização. O nosso sistema de valores levava a que se apostasse sempre no que era novo e isso inclua a própria legislação.

Considera que actualmente vivemos numa fase em que já temos alguns instrumentos para esta reabilitação urbana, desde o D.L. que tornou possiveis as SRU (2004), ao QREN com programas para a regeneração urbana e mesmo o O.E. 2008 e 2009 com uma fiscalidade amiga da reabilitação, mas continua a faltar, na sua opinião uma componente de engenharia financeira que poderá vir com o programa do BEI (programa jessica).

Finalmente referiu que a “reabilitação não é para apressados“, é um processo a 10, 15 anos, e respondendo à pergunta desta sessão, se “A reabilitação urbana conta para a competitividade do Porto?”, disse que sim, se conseguir trazer qualidade de vida e reabilitar a base económica.

Olhares Cruzados sobre o Porto é uma organização da Universidade Católica e do Público.

(Imagem retirada do site Forum Novas Fronteiras)

3 comments.

  1. […] e que tem pelo menos o mérito de se falar cada vez mais de reabilitação. No entanto a reabilitação não é para apressados até porque, como referiu Adriana Floret, para além da reabilitação física dos edifícios e do […]

Leave a comment.

Your email address will not be published. Required fields are marked *