Como todos podemos mudar Portugal – João Nogueira Santos

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

João Nogueira Santos iniciou o movimento “Adere, Intervém e Vota num Partido” já que na sua opinião o estado actual da política portuguesa, que todos consideramos negativo, deve-se em grande parte ao facto de nós próprios enquanto cidadãos nos termos demitido do nosso papel na intervenção nesses partidos.
Na sua apresentação diz-nos como podemos participar até porque “a penalização por não participares na politica é acabares por ser governado pelos teus inferiores” (Platão).

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast.
Duração total: 05:56

Esta sessão do Ignite Portugal realizou-se a 14-jul-2010 no Hub.
Todos os lucros do Ignite Portugal revertem para a Terra dos Sonhos para ajudar a realizar os sonhos de quem mais precisa.

4 comments.

  1. Podem verificar este ficheiro de audio com o João Nogueira Santos?

    O problema com a qualidade do audio nota-se quer no player online quer no ficheiro MP3 disponível para download.

    Talvez o ficheiro audio tenha sido demasiado comprimido?
    Conseguem corrigir?

    Gostava muito de poder divulgar este vosso podcast :-)

  2. >>O problema com a qualidade do audio nota-se quer no player online quer no ficheiro MP3 disponível para download.
    infelizmente a gravação ficou mal logo na origem, não tem a ver com eventuais compressoes.
    foi um problema na recolha de som porque não consegui ligar o meu gravador ao microfone que estava a ser usado e teve que captar o som ambiente o que ficou muito dependente do local onde estava o orador, se falava mais alto, mais baixo, etc.

  3. O normal em democracia, é que os cidadãos possam escolher o candidato em que querem votar para os representar no parlamento. O sistema eleitoral português nega aos cidadãos esse direito básico de cidadania. Os portugueses são reduzidos a votar em listas cuja ordem já foi decidida – pelos próprios políticos! Na prática, eles elegem-se a si próprios. Como se isso não fosse “suficiente”, os cidadãos não podem constituir listas eleitorais independentes nas eleições legislativas. Só são “cidadãos” para pagar impostos, portagens, taxas e “rendas”. E agora vêm-nos dizer que a maneira de compensar estas restrições todas é ingressarmos nos partidos?! NÃO, primeiro, dêm aos cidadãos um sistema eleitoral NORMAL! Na generalidade dos países europeus, as listas eleitorais são abertas: a ordem de atribuição dos lugares do parlamento é em função de quem tem mais votos – nominais.

Leave a comment.

Your email address will not be published. Required fields are marked *