Convergir – Debate

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

A parte final da manhã no IV Encontro Convergir, que se realizou na Trofa, em 29 de Maio de 2010, foi dedicada ao debate, troca de experiências e algumas questões aos intervenientes iniciais (Prof. José Portela e Pedro Alarcão).

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast.
Duração Total: 47:13

Numa primeira intervenção, José Paiva da Associação Terra Viva falou da necessidade de preservar a memória ambiental na medida em que há muitos sítios que já se perderam em função de um suposto desenvolvimento. Nesse sentido sugeriu a criação de trilhos da memória ambiental à semelhança dos trilhos da memória social que já criaram. Referiu ainda a importância de criar uma economia sustentável e autogerida.

Um outro participante referiu a questão da identidade e a importância da utilização de conhecimentos e técnicas mais ou menos ancestrais para a resolução de problemas locais de forma a manter viva essa identidade.

A propósito da Associação dos Amigos do Rio Ovelha, um dos seus membros apresentou brevemente um dos projectos da associação que foi realizado na Serra da Aboboreira e que envolveu a população dos diferentes concelhos abrangidos na sua limpeza.
Foram também criados trilhos na Serra também na perspectiva de recuperar a memória de região que se vai perdendo à medida que as pessoas deixam de percorrer os diferentes caminhos.

Soares da Luz pôs a tónica na importância de fazer parte do poder de forma a conseguir que as medidas que as diferentes associações e movimentos ambientais apresentam sejam efectivamente implementados.
Na sua opinião é preciso pôr a mão na massa já que de outra forma, disse, “estamos-nos a desgastar há anos com estes debates e saímos defraudados porque não temos nada para mostrar”.

Em resposta a algumas perguntas da audiência o prof. José Portela referiu ainda a importância de uma “autoconsciência individual” destas temáticas do desenvolvimento. Não se pode delegar isto para algo que apelidou de “folclore das escolas” e que o leva a questionar a efectividade da educação ambiental.
Referiu ainda que o fim ultimo [do desenvolvimento] é que sejamos felizes. O paradigma é o da felicidade.
E voltou a referir a importância de pensar que sociedade queremos para perceber que tipo de desenvolvimento precisamos.

Finalmente, Pedro Alarcão, destacou a importância de fazer coisas, de pôr a mão na massa. Até porque de outra forma não se consegue combater pessoas que acima de tudo são empresários, empreendedores, que lutam contra tudo para implementar o seu projecto. Na sua opinião isso só se consegue usando as mesmas ferramentas, ou seja tentando implementar projectos concretos.

A Plataforma Convergir é uma Plataforma inter-associativa de ONGs do Porto e Noroeste com actividades nos seguintes domínios:

  • defesa do ambiente e do património natural
  • defesa do património histórico, artístico e urbanístico
  • ordenamento do território
  • sustentabilidade, incluindo a gestão sustentável dos recursos e a justiça ambiental
  • melhoria da qualidade da relação entre, por um lado, as instâncias políticas e administrativas, e, por outro lado, a participação pública
  • acompanhamento crítico da elaboração e execução dos instrumentos de planeamento oficiais nos domínios referidos.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

*
*

Better Tag Cloud