Olhares Cruzados sobre o Porto VII – Debate

No periodo de debate que se seguiu às diferentes intervenções da primeira sessão da 7ª Edição dos Olhares Cruzados sobre o Porto dedicado às cidades europeias da cultura (“Porto 2001 / Guimarães 2012 Para que servem as capitais europeias da cultura”), uma das passsagens mais interessantes teve a ver com o contexto em que surgiu a Porto 2001.

Para Rui Vilar, “um dos problemas foi um desajustamento entre uma ambição muito legitima que a cidade tinha, depois de muitos anos de falta de recursos, de responder a um conjunto muito grande de problemas.”

Em Maio/Junho de 1998 foi anunciado que tinha sido atribuido ao Porto este título, nessa mesma altura decorria a Expo’98 e, para Luísa Bessa, esta capital europeia da cultura foi encarada como contraponto a isso, o que “misturou e confundiu os planos”.

Para Manuel Correia Fernandes, “havia muita coisa a mexer naqueles finais dos anos 90” que demonstrava que era possivel fazer alguma coisa na cidade, nomeadamente, a implementação do Metro do Porto, a atribuição do titulo de Património Mundial, a renovação de alguns equipamentos como o teatro S.João e o Rivoli, etc.

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast.
Duração total: 39:36

Olhares Cruzados sobre o Porto é uma organização da Universidade Católica e do Público.

Leave a comment.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.