Vamos destruir a educação (tal como a conhecemos) – Ricardo Sousa

Para Ricardo Sousa a educação nas escolas portuguesas tem que ser mudada.
Na sua opinião a educação actual baseada na memorização tornou-se obsoleta na era do google.
A educação tem que motivar para o futuro e preparar o futuro e tem que formar jovens empreendedores, pessoas com capacidade para chegar ao mercado de trabalho e criar valor.

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast.
Duração total: 06:01

Esta sessão do Ignite Portugal realizou-se a 14-jul-2010 no Hub.
Todos os lucros do Ignite Portugal revertem para a Terra dos Sonhos para ajudar a realizar os sonhos de quem mais precisa.

Como todos podemos mudar Portugal – João Nogueira Santos

João Nogueira Santos iniciou o movimento “Adere, Intervém e Vota num Partido” já que na sua opinião o estado actual da política portuguesa, que todos consideramos negativo, deve-se em grande parte ao facto de nós próprios enquanto cidadãos nos termos demitido do nosso papel na intervenção nesses partidos.
Na sua apresentação diz-nos como podemos participar até porque “a penalização por não participares na politica é acabares por ser governado pelos teus inferiores” (Platão).

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast.
Duração total: 05:56

Esta sessão do Ignite Portugal realizou-se a 14-jul-2010 no Hub.
Todos os lucros do Ignite Portugal revertem para a Terra dos Sonhos para ajudar a realizar os sonhos de quem mais precisa.

“Com 4 Pês apenas…se constrói um Mundo melhor” – Miguel Seabra

“Com 4 Pês apenas…se constrói um Mundo melhor”, diz-nos Miguel Seabra, o anfitrião do Portugal Ignite #2 realizado no Porto a 27-nov-2009.
Esses 4 pês são: Plataforma, Pessoas, Projectos, Partilha e o projecto de que Miguel Seabra nos fala é um projecto de empreendedorismo social, porque um “empreendedor não precisa de ser um empresário, pode ser um activista, pode ser alguém que quer mudar o mundo.”

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast através deste link .

Duração Total: 05:15

“Programar para o Mundo e não para Portugal” – Fernando Martins

Fernando Martins, na sua apresentação “Programar para o Mundo e não para Portugal” realizada no Portugal Ignite #2 realizado no Porto em 27-nov-2009, pergunta “porquê escolher algo tão pequeno como estes 100km2 quando temos o mundo inteiro à nossa disposição?”
Fala-nos ainda de um modelo para a diferenciação… a simplicidade.

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast através deste link .

Duração Total: 06:03

"Coisas bem feitas…" – David Cardoso

Eficiência ou Eficácia? Fazer as coisas bem feitas ou fazer as coisas certas?
Numa divertida apresentação no âmbito do Portugal Ignite #2 realizado no Porto em 27-nov-2009, David Cardoso fala-nos de “Coisas bem feitas…” porque nas empresas, como na vida pessoal, nem sempre é suficiente fazer as coisas bem feitas.

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast através deste link .

Duração Total: 05:47

"Como publicar um livro em Portugal” – Hugo Costeira

Como escrever em Portugal não é difícil, difícil é publicar, Hugo Costeira na sua apresentação no Portugal Ignite #2 realizado no Porto em 27-nov-2009 explica-nos “Como publicar um livro em Portugal” e demonstra que, quando queremos, é possível cumprir e realizar os nossos sonhos.

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast através deste link .

Duração Total: 05:29

"Living with Passion: "The Porto Way!" " – Rui Henriques

Porto is Passion é o que nos diz Rui Henriques na apresentação “Living with Passion: “The Porto Way!”.
Na sua apresentação no Portugal Ignite #2 realizado no Porto em 27-nov-2009, Rui Henriques revê as diferentes características que tornam o Porto uma paixão, como a sua ligação ao mar, os museus, espaços verdes, Casa da Música, Universidade do Porto, entre outros.

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast através deste link .

Duração Total: 03:17

"Como aprender com as marcas próprias" – Paulo Dias

Numa altura em que as grandes marcas tentam subir ainda mais na cadeia de valor e passar para a gestão de marcas, Paulo Dias prefere perguntar “Como aprender com as Marcas Próprias”.
Na sua apresentação no Portugal Ignite #2 realizado no Porto a 27-nov-2009, Paulo Dias valoriza a marca própria até porque “marca propria domina o seu espaço, a marca propria é que manda naquilo que põe nas suas lojas, o espaço que atribui, o preço que põe e o sortido que tem”. Referindo ainda que a marca própria e os distribuidores são quem contacta diariamente com o seu consumidor o que pode ser uma vantagem muito grande nos dias que passam.

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast através deste link .

Duração Total: 05:42