Movimento Cívico pela Linha do Tua – Nuno Castro Henriques

Nuno Castro Henriques, Presidente da direcção do IDP, apresenta o estudo “Tua Valley” que o instituto realizou sobre o Tua, um estudo que dá por adquirido que é necessário manter na totalidade a linha, porque ela é uma alavanca para o desenvolvimento da região.

Nesta apresentação efectuada a 17 de Janeiro de 2009 em Bragança num debate organizado pelo Movimento Civico da Linha do Tua, refere que um dos objectivos deste estudo e da sua eventual implementação é projectar o vale do Tua como uma identidade própria explorando património natural, produtos agrícolas e bens culturais já que “viajar no Vale do Tua é viajar na natureza da região e também na sua cultura”.

Refere ainda que as afinidades com outras terras do mediterrâneo que poderiam ser aproveitadas pelos autarcas de forma a criar uma rede maior de contactos.

Em relação ao projecto da construção da barragem, considera que “não há razões tecnológicas para continuar a investir num programa de barragens com tecnologia de 60 anos” e que o projecto “é um excelente negocio para a EDP mas um péssimo negócio para a região e para o país”.

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast através deste link .
Duração Total: 19:07
continue reading »

“Programar para o Mundo e não para Portugal” – Fernando Martins

Fernando Martins, na sua apresentação “Programar para o Mundo e não para Portugal” realizada no Portugal Ignite #2 realizado no Porto em 27-nov-2009, pergunta “porquê escolher algo tão pequeno como estes 100km2 quando temos o mundo inteiro à nossa disposição?”
Fala-nos ainda de um modelo para a diferenciação… a simplicidade.

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast através deste link .

Duração Total: 06:03

Movimento Cívico pela Linha do Tua – João Branco

Na sua intervenção no debate promovido pelo Movimento Cívico da Linha do Tua no passado dia 17 de Janeiro de 2009, João Branco da Quercus refere as diferentes incoerências entre o que se tem dito e escrito sobre o projecto da barragem de Foz Tua e o que tem sido feito.

Aponta nomeadamente a questão de o próprio Estudo de Impacto Ambiental referir que “os impactos socio-económicos para a regiao são muito negativos”, e questiona a valia do facto de a barragem ter um impacto positivo a nível nacional ser tão considerado na medida em que “o distrito de Bragança é uma das regiões mais pobres de Portugal e uma das mais pobres da Europa”.

Destaca ainda a importância que uma ligação do Douro a Puebla de Sanabria poderia ter no desenvolvimento de Turismo da Natureza associado ao Parque de Montesinho e numa óptica de complementaridade da oferta turística do vale do Douro.

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast através deste link .
Duração Total: 08.10
continue reading »

"Coisas bem feitas…" – David Cardoso

Eficiência ou Eficácia? Fazer as coisas bem feitas ou fazer as coisas certas?
Numa divertida apresentação no âmbito do Portugal Ignite #2 realizado no Porto em 27-nov-2009, David Cardoso fala-nos de “Coisas bem feitas…” porque nas empresas, como na vida pessoal, nem sempre é suficiente fazer as coisas bem feitas.

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast através deste link .

Duração Total: 05:47

"Como publicar um livro em Portugal” – Hugo Costeira

Como escrever em Portugal não é difícil, difícil é publicar, Hugo Costeira na sua apresentação no Portugal Ignite #2 realizado no Porto em 27-nov-2009 explica-nos “Como publicar um livro em Portugal” e demonstra que, quando queremos, é possível cumprir e realizar os nossos sonhos.

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast através deste link .

Duração Total: 05:29

"Living with Passion: "The Porto Way!" " – Rui Henriques

Porto is Passion é o que nos diz Rui Henriques na apresentação “Living with Passion: “The Porto Way!”.
Na sua apresentação no Portugal Ignite #2 realizado no Porto em 27-nov-2009, Rui Henriques revê as diferentes características que tornam o Porto uma paixão, como a sua ligação ao mar, os museus, espaços verdes, Casa da Música, Universidade do Porto, entre outros.

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast através deste link .

Duração Total: 03:17

"Como aprender com as marcas próprias" – Paulo Dias

Numa altura em que as grandes marcas tentam subir ainda mais na cadeia de valor e passar para a gestão de marcas, Paulo Dias prefere perguntar “Como aprender com as Marcas Próprias”.
Na sua apresentação no Portugal Ignite #2 realizado no Porto a 27-nov-2009, Paulo Dias valoriza a marca própria até porque “marca propria domina o seu espaço, a marca propria é que manda naquilo que põe nas suas lojas, o espaço que atribui, o preço que põe e o sortido que tem”. Referindo ainda que a marca própria e os distribuidores são quem contacta diariamente com o seu consumidor o que pode ser uma vantagem muito grande nos dias que passam.

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast através deste link .

Duração Total: 05:42

"Pode a Ibéria ser um mercado único para uma start-up?" – Iago Soto Mata

Na sua apresentação “Pode a Ibéria ser um mercado único para uma start-up?”, no Portugal Ignite #2 realizado no Porto em 27-nov-2009, Iago Soto Mata explica como a sua empresa vê o mercado ibérico como um único mercado e qual a sua estratégia para conseguir estar totalmente integrado nos dois mercados.

Podem descarregar o programa directamente ou subscrever o podcast através deste link .

Duração Total: 05:19